Melhor conselho

Ontem eu me caguei no serviço.

2020.11.26 19:57 Cerradinho Ontem eu me caguei no serviço.

Ontem eu me caguei no serviço.
Mas consegui me safar ainda bem. Vou deixar uns conselhos caso se cague. Faz o seguinte.... Se você tiver ai um livro ou jornal... pegue-o, levante-se e seguro o livro com as duas mãos cobrindo a parte afetada pela cagada (literalmente). Melhor os outros ficarem desconfiando de alguma coisa do que terem certeza. Então vá até o banheiro, tire a sua calcinha ou cueca, jogue no lixo (não vai valer a pena lava essa porcaria) dê uma limpada no resto (se não tiver ninguem no banheiro, lave a calcinha ou cueca e use como toalha pra tirar a *** da bunda. Depois vá até seu chefe, fala que você tem que ir ao banco, aproveita, vai em uma loja, compra uma cueca ou calcinha nova, passe em uma drogaria, compre um desodorante e depois volte pro trampo, coloque a cueca ou calcinha, passe o desodorante pra dar uma disfarçada e jah era.
-Cara tu ta muuuuuuito fu-di-do. Nao tem como ninguem perceber porque se nao verem concerteza vao sentir o cheiro de m-e-r-da. O jeito entao e vc se assumir da um gritao assim o ''eu me caguei eu me caguei to tão estressado q eu me caguei p-o-r-r-a'' Ai vc se levanta correndo ou vai pro banheiro ou pra casa.Todos irao ficar tao estupefatos com essa atitude q nem irao comentar. Boa sorte.
submitted by Cerradinho to Copicola [link] [comments]


2020.11.25 17:15 jpedro6464 "Criar conteúdo sozinho acho a pior coisa que acontece com a sua cabeça quando você não tem ninguém" e assim foi quase toda a minha quarentena...

Sempre busquei ajudar pessoas que precisam desabafar, seja dando conselhos ou simplesmente ouvindo, mas até eu preciso disso as vezes e eu simplesmente não posso me ajudar.
Não posso dizer que fiquei completamente sozinho nessa quarentena, principalmente na presença de dois amigos que considero absurdamente, porém nossa comunicação foi quase inteira por mensagens, e não dá pra viver só nisso, ainda mais em um contexto que eu simplesmente não podia sair desabafando para eles já que eu que sempre ajudei eles com isso e por isso eles não tem total capacidade de lidar com isso.
Essa situação toda somada com o fato de eu não conseguir chorar (olha a referência ao meu último post, eu disse que ia fazer) acaba gerando uma tristeza infinita, que se transforma em desânimo ou qualquer coisa ruim, isso me impediu muito de procurar por pessoas que eu possa desabafar já que eu tenho um grave problema de ficar desanimado com relações que eu sei que não vou conseguir levar para um outro nível (basicamente relações que nunca sairiam da internet), me impedindo de liberar essa tristeza e apenas poder conviver com ela.
Sobre o "criar conteúdo", estou absurdamente desanimado devido a falta de equipamento, incentivo e falta de sanidade, é tenso tu trampar com algo que toda sua família considera inútil mesmo ela podendo garantir o seu sustento no futuro, poderia ter garantido meu equipamento no início do ano mas graças a pressão da minha família eu acabei me rendendo e fiquei sem até chegar ao ponto de precisar parar completamente. Com isso tudo eu ainda tenho que aguentar problemas sociais que eu nem sabia que existiam e apenas soube graças a uma boa alma anônima (roteiro de filme? maybe), não sabendo nem por onde começar nem se vale a pena resolver ou é melhor só deixar rolar.
E assim foi e está sendo minha quarentena, não posso culpar ninguém por nada, apenas me culpar por ser tão fraco.
submitted by jpedro6464 to desabafos [link] [comments]


2020.11.24 23:25 cobrinha_ANCAP Sera que pode ser abuso moral ou algo bem fdp o que eu acho que estou vendo num grupo que participo?

Eu estou suspeitando que não é só o jeito das pessoas que comandam, parece que combinaram um morde e assopra pra fazer no pessoal de baixo:

Tem o cara que é o macho alfa da parada, ele ta sempre liderando, corrige a galera sempre dizendo como fazer e da conselhos, é admirado, mas ele fala umas coisas estranhas(raramente mas fala) pra quem é novato, depois ele para com isso, mas com galera navota faz, por exemplo as pessoas estão assistindo um treinamento, apresentação, ele chega e diz no ouvido da pessoa: "conta até 10 e depois me segue", ai ele da uma tarefa pra pessoa, mas é estranho, parece meio narcisista mas eu fico pensando que deve exisitr isso em alguma teoria de sugestão, autohipnose, Programação Neuro linguística, sei la, me parece que poderia ser uma forma inconsciente de ganhar poder sobre a pessoa, mas isso pode ser exagero da minha parte. Essa e outras coisas estranhas e sem sentido que ele pede é só com o pessoal novato ou questionador.


Tem uma mulher importante que é agradavel com as pessoas, une as pessoas, incentiva o pessoal, mas ela pede bastante coisa pro pessoal que ta deixando de ser novato, uma hora a pessoa esquece de uma coisa que ela pediu, então numa reunião ela da uma tarefa pra essa pessoa, por exemplo encontrar links de bons videos sobre um tema que explica certas questões objetivas que o pessoal vai ver, ai no dia quando as pessoas se reunem ela pergunta pras pessoas se cada um fez a sua parte, mas aquela pessoa, que ela deu alguma tarefa que a pessoa não conseguiu cumprir antes, mesmo quando a pessoa diz feliz: ó eu fiz aqui! a mulher importante diz: "pois é, mas durante a semana você não avisou que você fez, e você ja deixou de fazer uma coisa antes então eu mesma fiz!" E então todo mundo vai assistir o material dela e não o da pessoa q tinha recebido a tarefa, e fica a impressão que a mulher importante fez ainda mais do era pra ela fazer, aumenta o status dela, a pessoa que fez mas q foi tratada como irresponsavel pq não avisou q fez, fica se sentindo mal, só que não foi dito na reunião passada que ela tinha que avisar se fez. O mais estranho é que essa mulher é tão popular que ninguém critica isso que ela faz, fica no ar uma impressão que ela deu uma lissão numa pessoa que não é tão comprometida, mesmo q ela faça isso pra aumentar o comprometimento das pessoas não tão responsaveis eu tenho a impressão q isso é um metodo pra ir além disso, pra baixar mesmo a auto-estima, principalmente de pessoas questionadoras, uma forma de as pessoas verem ela de baixo pra cima.

O cara mais velho dos cabeças, ele sempre trata o pessoal de baixo como criança, num sentido de que ele não da moral nenhuma pra ninguém, demonstra não querer falar quase, como se o pessoal não soubesse e tivesse muito o q aprender pra discutir com ele, se alguém tiver uma ideia de genio ele fica com a mesma cara de paisagem, no maximo só diz algo tipo, "é isso ae garoto!", e me parece forçado. ele não fica corrigindo nem nada, ele é bem queito, é discreto, não incomoda ninguém mas eu acho que a presença dele com essa postura é pra dar um clima de mais seriedade mesmo, galera fica mais silenciosa. O melhor que eu consigo traduzir seria como: "um leve desconforto do bem planejado." Só que eu não acho isso "do bem".

Poderiam ser apenas caracteristicas pessoas de cada 1 dos 3, ninguém no mundo é perfeito, mas eu to sentindo que é forçado esses comportamentos, parece que eles estão interpretando arquetipos, jogando psicologicamente com as pessoas para serem vistos como pessoas muito fodas, mais foda do que eles realmente são.

Sera que esses comportamentos são como uma "politica da diretoria", sera que pode ser mesmo proposital?
Sera q seria então algo combinado pra as pessoas de baixo serem mais submissas e produtivas sem questionar, só fazendo como eles querem e achando que eles são os fodas?

E se for proposital então eles são uns grandes mau-carateres? pessoal que fazem aquilo que chamam agora de abuso moral, ou é só uma tecnica aceitavel de aumentar o foco e a união das pessoas em torno da autoridade e dos objetivos deles?

Valeu quem comentar.
submitted by cobrinha_ANCAP to brasilivre [link] [comments]


2020.11.24 12:30 coldshadowbr COMO LIDAR COM DOENÇAS EM CENÁRIOS DE CRISE DE LONGA DURAÇÃO

COMO LIDAR COM DOENÇAS EM CENÁRIOS DE CRISE DE LONGA DURAÇÃO
(Escrito por Selco em 2014)
Existem grandes preocupações sobre uma possível pandemia do Ebola saindo da Africa. A mídia tem inclusive nos bombardeado de informações. Eles divulgam que as possíveis razões para o vírus estar tão forte na Africa são de caráter religioso e cultural, pois as pessoas manejam os corpos sem conhecimento adequado e contribuem para a propagação. Dizem também que eles não tem conhecimento geral sobre doenças, higiene e comem carne de caça sem restrição ou análise da carne. Fatos interessantes para serem lidos, sem dúvida.
Eles também dizem que não existe possibilidade alguma de um cenário apocalíptico acontecer onde uma pessoa entra em um voo e contamina todo mundo, pois a doença só se propaga por fluídos corporais. Toda essa informação é válida, mas em algum lugar no final do artigo há uma frase assim: “… Então claramente não há razão para pânico…”
Como eu já disse algumas vezes, sempre quando alguém do governo, das leis ou semelhantes dizem que “não há razão para pânico” eu tenho uma vontade enorme de comprar mais suprimentos (comida, água, máscaras de gás…). Tudo bem, eu sou um cara estragado que teve uma experiência ruim por ouvir declarações semelhantes, mas vamos usar o senso comum aqui.
A mídia diria em algum momento que “é tempo de entrar em pânico”? Que é tempo de se preparar? Não. Isso causaria caos e algumas pessoas sempre exageram à situação. Não apareceriam ao trabalho… enfim, isso poderia levar ao colapso por si só. As pessoas não pensam mais por elas mesmas, então a mídia sempre tem o papel de deixar as pessoas calmas, é assim que o sistema funciona.
Pânico é ruim em qualquer caso. Lendo como muitos preparadores andam assustados, parece que eles estão sempre em um constante estado de emergência. Isso não faz sentido algum e só deixa nossa vida miserável. Nós nos preparamos para qualquer possibilidade, não para ficar no “modo pânico”.
Primeiro se prepare e depois evite o pânico. Claro que ficar alerta faz parte e usar o bom senso também.
O Ebola é assustador e pode se tornar um grande problema, mas assim como os tubarões matam dez pessoas por ano e os elefantes matam dez vezes mais, muitas vezes o que percebemos como coisas inofensivas são as que nos causarão os maiores problemas. Sobrevivência é simplesmente ver os perigos onde eles estão. Dentro desse pensamento, é como a obrigação de ver se o seu banheiro não é escorregadio, pois muitas pessoas morrem escorregando ao sair do banho.
Hoje eu escrevo sobre os assassinos regulares que experienciei no meu tempo de guerra.
Feridas infeccionadas
Não precisa ser uma ferida grande para te deixar com problemas. Em uma crise um pequeno corte pode te matar (literalmente). Em um mundo onde não há tratamento médico você deverá estar pronto para lidar com problemas como esses.
Durante o meu tempo de crise houveram vários problemas com infecções de machucados. Todo tipo, desde cortes pequenos até perfurações por tiros, tinham chance de ficarem infectados. Nós tratávamos as feridas infeccionadas com o que tínhamos, com o tempo haviam menos e menos recursos até que chegou o ponto onde usávamos apenas água e algumas misturas de coisas para curar as infecções. As receitas eram diferentes, desde pedaços de pinho até alho para ser colocado nas feridas e claro, as bebidas alcoólicas também.
Algumas vezes nós tínhamos antibióticos, mas a maioria do tempo não. Os resultados eram aleatórios. O que funcionava para um cara algumas vezes não funcionava para outro, algumas pessoas morreram e outras ficaram com sequelas.
Para cenários de crises futuras eu sugiro que você aprenda o máximo que conseguir sobre tratamento de feridas.
• Como limpar e fechar uma ferida e como usar antibióticos da forma correta; • Lembre-se que pequenos procedimentos como fechar uma ferida com ferramentas esterilizadas podem te tirar de muitas enrascadas mais para frente e claro que o quanto mais você sabe (suturar, tratar) é melhor. Não caia nas influências de filmes, por exemplo, não, o torniquete NÃO É a melhor escolha para sangramentos (é a última) e simplesmente cobrir a ferida com gases esterelizadas pode fazer milagres e prevenir infecções; • Guarde iodo e semelhantes para limpeza e tratamento da ferida; • Aprenda como gerenciar a dor, em muitas vezes eu simplesmente bebia álcool, mas não funciona muito bem sempre. Novamente, esqueça dos filmes. • Um bom conselho agora… Saiba como usar o que você tem, ter agulhas e suturas sem o conhecimento não faz sentido algum. • Não siga cegamente os anúncios sobre “o kit médico milagroso para todos problemas do apocalipse”, você vai acabar com um bando de coisas inúteis em uma bolsa camuflada bonita. Como em todas as áreas da vida hoje, as pessoas tentam vender soluções milagrosas na área da sobrevivência. Conhecimento é a chave. Claro que tem coisas boas para comprar por aí, mas tenha certeza do que você vai pegar, uma boa ideia é perguntar a um conhecido na área médica o que você vai ganhar com o kit que pretende comprar ou até mesmo você decida montar um seu. 
Intoxicação por comida (e água) ruins
Você pode ter certeza que cedo ou tarde você terá de lidar com isso. Não é apenas perigoso ficar incapacitado com diarréia e vômito por que no final isso pode te matar, mas também pode te deixar fraco a ponto de não conseguir realizar suas tarefas. Em uma crise isso significa que você está fraco demais para se defender, ou ir em busca de recursos e semelhantes… E isso é ruim. Novamente, é por isso que grupos são importantes e os lobos solitários estão contra as apostas.
Eu acho que todo mundo foi intoxicado com comida ou água ruim pelo menos uma vez durante minha crise. Nós lidamos com essa situação dando chá para a pessoa conseguir tomar mais água do que estava perdendo. Haviam mortes, a maioria incluindo os mais jovens ou mais velhos.
A primeira linha da sua defesa tem de ser a higiene. Enfrente de forma séria este assunto durante uma crise. Tenha um plano para como você vai manter a si e a sua casa limpa. É muito melhor pensar como prevenir que estas coisas aconteçam melhorando a forma que você guarda e lida com a comida do que ter de confiar em um kit médico para tratar os problemas.
Um erro que as pessoas cometem quando estão com diarréia e vômito é que tentam consumir muita água de maneira rápida, isso causa mais problemas do que benefícios. O certo é consumir fluídos de maneira bem devagar e em pequenas quantidades. Por exemplo, um gole de água a cada vinte minutos ou semelhante, descanse e mantenha-se alerta com o que consumirá pelas próximas 24 horas.
Pessoas já doentes
Eu sei que as pessoas pensam que quando houver uma quebra no sistema e haver colapso tudo será resumido em adrenalina, luta, caos e sangue. Isso faz parte, mas em sua maioria, especialmente nas primeiras semanas, as pessoas com menos condicionamento experienciarão de maneira muito pior.
Pense nos pequenos problemas que você tem hoje e que poderiam se tornar gigantes se você precisar viver em estilo de sobrevivência fazendo grande quantidade de exercícios todos os dias, tendo privação de sono, estresse extremo e pouca higiente. Os problemas serão multiplicados.
Por exemplo, seu tio tem pressão alta por anos, está tomando remédios e sua família tenta “forçá-lo” a comer de forma saudável e isso tem funcionado mais ou menos, porque de vez em quando ele tem que ir no pronto socorro pois a pressão está muito alta. Quando a crise acontecer qual será o plano para regular sua pressão e por quanto tempo as pílulas estarão disponíveis para ele? Ou como ele conseguirá comer de forma saudável durante uma crise? Pela minha experiência em situações de sobrevivência, estas são as primeiras pessoas a ir.
A solução seria tentar regular a pressão sanguínea da melhor maneira possível HOJE, ter uma boa quantidade de medicamentos estocadas para ele e claro aprender tudo sobre meios alternativos de tratar essa condição (com ervas por exemplo). O ponto é fazer tudo isso hoje, pois quando uma crise estourar você talvez não tenha tempo suficiente para isso.
Por mais frio que isso pareça pense também em o que fazer com as pessoas que são contra a preparação hoje e quem você conhece que entrará em sérios problemas quando o sistema normal não conseguir suportá-los mais. Quem estará bravo pelos problemas no grupo se você simplesmente tiver de deixar aquele tio doente enfrentar seu destino? Em algum momento você terá de decidir quando o trem ficou cheio e deverá partir, então faz sentido começar a pensar nisso o quanto antes.
http://shtfschool.com/first-aid/diseases-in-long-term-survival-situations/
submitted by coldshadowbr to sobrevivencialismo [link] [comments]


2020.11.23 09:25 ces4rrr eu gosto tanto dela a ponto de não viver minha própria vida

Em julho de 2018, a pessoa que eu amava e confiava cegamente me deixou e dias depois já tinha boatos sobre ela com outra pessoa, e eu fiquei com aquela sensação de que meu mundo tinha acabado.
No fim de agosto do mesmo ano, uma moça na internet veio com uma perguntinha boba "você quer ser meu melhor amigo?", eu meio sem graça disse que sim, mas eu nunca imaginei que ela tivesse falando sério e que fosse me ajudar tanto. Ela sempre dizia as coisas certas e sempre tava a disposição pra conversar, foi ela que mr ajudou a superar o "trauma" citado antes.
Um ano depois, na mesma época em 2019, eu ainda não tive a oportunidade de conhecê-la, nem abraçar e agradecer pessoalmente o bem que ela me fez. Só que dessa vez as coisas se invertem, o namoro dela também acaba e eu fico mal e sem reação com o acontecido, de repente a pessoa que sempre me jogava pra cima e me ajudava estaria sofrendo por uma pessoa assim como eu.
A partir daí eu fui ficando mais próximo dela, tentando distrair (já que sou péssimo com conselhos) tentava fazer ela rir e esquecer um pouco do que aconteceu, só que com isso eu fui ficando cada vez mais próximo e mais próximo e acabei gostando mais do que devia. Sim, eu me apaixonei por uma pessoa da internet, pessoa que só conheço a voz.
O fato da gente estar próximos o tempo todo, sempre tendo algo pra falar deixava meus dias mais felizes e sei lá, era bom demais sentir isso. Aí chegou o fatídico 12 de outubro, dia das crianças e tal, feriado, ela me disse que iria em um lugar que eu conhecia, e era uma oportunidade única já que ela mora bem longe. Eu falei pra ela que queria ir e conhecer ela e dar-lhe um abraço pra agradecer tudo que fez por mim, mas ela se mostrou tão desanimada e nem aí pra idéia, eu até pensei que tudo bem pelo fato de não nos conhecermos.
Mas foi nesse dia 12 que conversamos por ligação, ela tava falando toda contente de como foi a festinha lá dos problemas que ela teve pra chegar, rindo das coisas que aconteceram, e do nada um amiga dela começa a cantar de fundo '...a "maria"voltou com ex... repetindo várias vezes essa frase que eu não esperava que me fizesse tanto mal, não consegui disfarçar e fiquei em silêncio um tempo e perguntei meio sem graça " é mesmo?", depois ela me explicou e eu só consegui ficar triste por ela ter voltado a estar com alguém que ela dizia ter feito ela sofrer tanto.
Acho que estar apaixonado por ela era a coisa mais dolorosa que podia tá acontecendo no momento comigo, porque além disso eu me preocupo muito com ela desde o começo, porque ela é alguém muito importante na minha vida por tudo que fez por mim. Depois disso terminaram e voltaram e terminaram e voltaram sei lá quantas vezes.
Num certo dia que sem pensar direito e tendo a certeza que ela tinha terminado (até porque não fazia sentido ela ainda estar com o cara) eu contei que tava gostando dela, aí vocês já sabem o que a melhor amiga diz pro amigo apaixonado.
A partir daí ficamos mais de um mês sem nos falarmos, eu até cheguei a me acostumar com a ausência dela, e um certo dia ela mr mandou mensagem e voltamos a conversar aos poucos e nossa amizade foi se recuperando aos poucos.
O grande problema que quero desabafar aqui, é que ultimamente ela tem ficado muito deprimida e parece que o que eu digo não muda nada mais, eu tento ajudar e não consigo. Mas também não consigo ficar bem com ela assim, eu tô sempre preocupado e pensando em como ela tá e já faz tempo que perdi minha paz.
Eu acho que além de amizade e paixão, eu sou obcecado por ela e isso me parece muito grave, eu posso me preocupar, mas meu mundo tá girando em volta dela. Eu quero viver minha vida e acabar com essa obsessão por uma pessoa que não conheço.
ps. desculpe pelo texto longo e por erros talvez, enfim é um desabafo e eu não consigo organizar bem meus pensamentos nessa hora.
submitted by ces4rrr to desabafos [link] [comments]


2020.11.22 21:40 AtlasB11 Não tenho mais amigos e aluguei uma namorada

Meu amigo de longa data me chutou em parte por problemas psicológicos dele e em parte defeitos meus. Não tenho nenhum outro amigo e desde pouco mais de seis meses atrás, comecei um acordo com uma garota que já conhecia. Essencialmente é um relacionamento sugar. Ela se esforça pra ser uma boa namorada e me agradar, eu ajudo ela com dinheiro. Apesar da situação, ela é uma garota maravilhosa em personalidade e valores e a melhor namorada que eu já tive, embora que a lista seja grande. Apesar disso, pelos problemas psicológicos e financeiros serem tão graves, ela é emocionalmente fechada e isso dificilmente vai mudar. Não tenho mais ninguém na minha vida, seja amigos ou outras garotas e comecei a ter medo de ter outras pessoas perto. Sei que posso confiar nessa garota, pois ela já provou ter morais incrivelmente sólidas, mas sinto uma desconfiança grande de todo mundo. Mesmo ela, por ser tão fechada, eventualmente deve ir embora, provavelmente mais cedo do que eu gostaria, pois a amo. Não sei se quero conselhos, não acho que dá pra consertar nada fazendo algo específico, mas eu literalmente não tenho ninguém pra desabafar disso
submitted by AtlasB11 to desabafos [link] [comments]


2020.11.22 17:00 altovaliriano O "tema" por trás de House of the Dragon

Em uma recente entrevista que Ryan Condal deu ao pior fansite do mundo Winter is Coming, ele afirmou o seguinte sobre House of the Dragon:
[...] eu acho que qualquer escritor, toda vez que se aproxima de um projeto, pergunta: 'Por que estamos contando essa história?' E isso geralmente é uma pergunta sobre o tema. A série original tem certos temas, e eu acho que eu e Miguel (Sapochnik) encontramos juntos esse tema, que permeia muito da dinastia Targaryen, sobre o qual estamos muito animados.
(tradução livre)
Como vemos o showrunner fez essa revelação com o propósito de distinguir HotD e GoT, mas não explicou nem quais eram os temas de um nem do outro.
Eu já tenho uma certa resistência à discussão de temas em matéria de arte dramática. Não porque eu concorde com a declaração de David Bennioff que "temas são coisas para resenha de livro de aluno da oitava série" (tradução livre), mas porque eu acho que realmente entender o tema de uma história é uma grande realização. Normalmente, os próprios autores das obras estão alheios a seus temas, que são por vezes melhor determinados pelos críticos de suas obras.
Com isso, não estou dizendo que Ryan e Miguel não são capazes de perceber temas. Uma pesquisa no Google mostra como há um grande número de pessoas debatendo os temas de ASOIAF com bastante propriedade e sofisticação. A percepção de temas não é uma religião de mistérios.
O que me deixa desconfiado é que Condal afirma ter percebido um único tema que permeia muito da dinastia Targaryen. E, não sei o que vocês acham, mas para mim quando ele diz que estão "muito animados" com o tema encontrado é como se dissesse "este é o tema central que vai influenciar tudo". #medo
Eu ficaria completamente tranquilo se Condal dissesse que eles identificaram um conjunto de temas. Mas um único tema que permeia as histórias de centenas de personagens por centenas de anos? É bom que eles tenham certeza do que estão fazendo.
Enfim, eu fiquei imaginando qual tema seria esse, dentre os tantos possíveis. Há muitas listas de temas na internet (veja essa, por exemplo). Eu selecionei alguns temas comuns que parecem ter relação com a Dinastia Targaryen.

Mudança vs Tradição

Os Targaryen chegaram em Pedra do Dragão para nunca mais voltar a Valíria, mas mantinham costumes próprios. A única mudança que é vagamente dita nos livros foi que é possível que eles tenha se convertido à Fé dos Sete logo no tempo de Aenar. No tempo da Conquista, a Casa ganhou nova sede, um brasão e seu lema.
Durante a dinastia, muita pressão foi exercida sobre a Casa para que ela abandonasse o incesto e a poligamia. A história da Casa é marcada pelo atrito e diplomacia para manter seus costumes e privilégios, pois eles acreditavam que estas diferenças eram o que lhes tornavam poderosos e melhores dos seres humanos comuns.
Um subtema que eu acrescentaria aqui seria o "ceder para governar", algo que os Targaryen fazem desde Aegon I.

Opressão das mulheres

As mulheres Targaryen tinha um protagonismo que era estranho aos costumes dos Ândalos. Meistre Gyldayn nos conta como Visenya e Rhaenys eram consideradas parceiras de Aegon no poder, com poder comparável à Mão do Rei (cargo que ainda não existia):
Embora ninguém duvidasse que Aegon Targaryen fosse a autoridade máxima em todos os assuntos relativos ao governo do reino, suas irmãs Visenya e Rhaenys continuaram suas parceiras no poder por todo o reinado. Exceto talvez pela Boa Rainha Alysanne, esposa do rei Jaehaerys I, nenhuma outra rainha na história dos Sete Reinos jamais exerceu tanta influência na política quanto as irmãs do Dragão. Era costume do rei levar consigo uma das rainhas em todas as suas viagens, enquanto a outra permanecia em Pedra do Dragão ou em Porto Real, muitas vezes sentada no Trono de Ferro, decidindo quaisquer questões que lhe fossem apresentadas.
(F&S, Três Cabeça tinha o dragão: O governo de Aegon I)
Esse poder feminino sem precedentes nos Sete Reinos, contudo, foi se esvaziando conforme o passar do tempo, conforme a Casa Targaryen foi sendo absorvida pela cultura de Westeros. Conselho após conselho, crise de sucessão após crise de sucessão, as mulheres foram puladas na linha de sucessão.

Últimos de seu tipo

Volta-e-meia corria pelos sete reinos o estigma dos Targaryen como loucos, feiticeiros ou abominações. Eles não eram simples estrangeiros de uma terra de costumes estranhos. As pessoas os tratavam como diferentes dos homens normais. A doutrina do excepcionalismo colou justamente porque, no fundo, as pessoas em Westeros os viam como pessoas diferentes.
"Mas há descendentes de valirianos por todo o mundo", alguém poderia alegar. Entretanto, os valirianos são os últimos Senhores de Dragão. A última das 40 famílias que governaram Valíria. E, supostamente, apenas seus descendentes podem domar as feras que (supostamente) surgiram das Quatorze Chamas.
Como nós sabemos que os Targaryen serão depostos e extintos (ao menos no cânone da HBO), toda a história Targaryen torna-se uma exploração das razões que levaram à desgraça da Casa.

Destino / Predestinação

A existência deste tema é discutível, mas toda a história conhecida dos Targaryen é permeada pela sensação de predestinação. Tudo começa com o sonho de Daenys que os tira de Valíria e evita a destruição da Casa, passa pelas profecias sobre o renascimento de um herói mítico na linhagem, e culmina com o renascimento dos Dragões no momento em que uma segunda Longa Noite se aproxima.
-------------------------------------------------------
Vocês acreditam que algum destes temas é aquele ao qual Ryan Condal se referiu?
Vocês veem outros temas que permeia a dinastia Targaryen além dos citados acima?
Por favor, comentem!
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.11.20 23:39 salocin_Hatter Apenas uma reflexão

Por falta de uma flair melhor, vai no desabafo sem conselhos...
Ontem eu estava ouvindo o FlowPodcast com o Marcelo Tas. Num dado momento ele conta de uma conversa de bar q teve com alguns colegas da faculdade, uns parabenizando-o pois ele era feliz com o q fazia e ele retrucou um cara dizendo "eu me lembro do q você dizia querer no futuro, vc queria ser rico"...
Sei la, isso me pegou dum jeito bizarro. Me lembro daquele filme "O mestre dos desejos" em q sempre havia uma pegadinha mortal ou terrível nos desejos q as pessoas faziam... vc deseja ser rico, mas a vida lhe traz a riqueza com alguma doença e vc meio q usa essa riqueza pra bancar os tratamentos... ou ainda pior, ao invés de ser com vc, é com uma pessoa q vc ama.
Eu realmente gosto de programar, mas ae vem a questão do "será q serei feliz fazendo isso?"
Faço das palavras do Mano Brown na vida loka pt I "Mano, nao devo nao temo dá meu copo ae e já era"
submitted by salocin_Hatter to desabafos [link] [comments]


2020.11.20 02:13 DeepBluePacificWaves O preço da verdade

Apenas uma reflexão, sem necessariamente conselhos.
Depois de um bom tempo prolongado eu finalmente marquei a minha consulta com a psiquiatra, que por por coincidência tem o nome muito parecido com o meu. Falei breve nessa consulta, não falei exatamente tudo o que eu sentia mas disse o necessário para que ela pudesse me orientar.
Um dos assuntos discutidos foi a suspeita da minha família de que eu possa ter asperger. Não dá pra evitar de pensar, sou estranho se comparado aos outros. Sou solitário, tenho problemas pra me relacionar, manias que só eu sei consigo entender e interesses em assuntos diversos que consomem a maior parte dos meu pensamentos. Sei que essas características podem ser apenas o fruto da complexidade das pessoas, já que ninguém é idêntico, mas isso e mais algumas coisas me fizeram querer buscar respostas sobre eu mesmo, e acredito que esse é o caminho certo
No final das contas ela me indicou para um psicólogo e uma avaliação neuropsicológica, algo que eu não tinha feito no passado, já que o psicólogo que me atendeu à muitos anos atrás não solicitou, e sim, naquela época eu tinha ido no psicólogo a pedido dos meus pais, para que nós buscamos uma luz sobre a síndrome de asperger. Como não deu em nada, ficou essa incógnita na minha, e agora, depois de conhecer melhor os meus comportamentos, quero ir atrás da verdade
O único problema é dinheiro, sempre é o dinheiro. Embora o psicólogo esteja dentro do meu plano de saúde, a avaliação neuropsicológica vai custar por volta de 900 bozos. Fiquei assustado com o preço na hora, mas se é isso que eu tenho que pagar, então vou esperar até o final do ano quando o 13° chegar para financiar esses estudos
Às vezes eu me pergunto se vale a pena, se não estou perdendo o meu tempo e o do psicólogo, mas então eu lembro das recaídas que tive ao longo dos anos e de como essa pandemia me revelou muitas coisas. Não posso mais ficar de braços cruzados esperando o meu príncipe no cavalo branco chegar. Preciso buscar respostas e preciso amadurecer a minha mente, e acho que sozinho eu não consigo fazer isso. Somente com ajuda profissional.
É isso pessoal. Bebam água, não tenham medo de declarar seu amor (tenham medo de perdê-lo) e aproveitem os bons momentos da vida. Deseje-me boa sorte
submitted by DeepBluePacificWaves to desabafos [link] [comments]


2020.11.19 22:04 vozdetrombone Conheço as entranhas do Flamengo e tenho más notícias para os rubro negros

Oi pessoal, criei essa throwaway para tentar expelir um pouco da merda que ando vendo já que o Twitter anda tóxico demais, farei o máximo para não me identificar aqui e no melhor cenário possível informar a galera para eu ver se conseguimos evitar que o clube seja o próximo Cruzeiro, na pior das hipóteses to criando uma nova copypasta para você usarem por aí. Lá vem texto imenso.
Sou rubro negro demais, e é simplesmente por isso que não me contento com o tanto de merda que tá acontecendo nos bastidores do clube, inclusive comecei nessa de "whistleblower" dando algumas confirmações para certos jornalistas sobre o tanto de incompetência que rola. Não trabalho lá mas sei diretamente o que acontece no dia a dia do Ninho por estar associado a uma área complementar do futebol, acabo convivendo mais com grupinhos da Gávea, que (não é novidade) tá fervendo 100x mais que o Ninho.
Primeiro eu queria dizer que essas informações que saíram hoje de tarde são apenas a ponta do iceberg (matéria do Diogo Dantas, vídeo do Venê, matéria de esporte olímpico etc.), eu sei que parece roteiro de filme de Hollywood mas o Marcos Braz (chapa A) tá completamente pirado na soberba, essa eleição dele é só uma consequência disso, em 2019 com a vinda do JJ ele basicamente comprou uma briga faraônica com a chapa B que tem VÁRIOS membros influentes na direção, e não só ele humilhou completamente os contrários mas inclusive ganhou respeito com todos lá dentro, em 2020 basicamente deram carta branca para ele fazer o que quiser sem nenhum freio, tudo para acomodar os caprichos do JJ e tentar fazer ele permanecer, acontece que o Portuga já não tinha planos de continuar no Brasil após o fim do contrato, ele sempre quis retornar à Portugal, ele é super apegado com os amigos/família, nem a comissão dos portugueses acreditavam naquele papo dele que ele só iria para os 6 grandes da Europa, porque não achavam que esse mercado estava a aberto para ele, inclusive eles amavam o Brasil pelo nível de amadorismo que os competidores nacionais do Flamengo apresentavam, não era impossível chegar na glória e a vida aqui deles era ótima, eles não eram putanheiros de viver em noitada mas adoravam as festas cariocas quando tinha alguma folga, ou seja, glórias no trabalho e no lazer.
Inclusive vários ficaram putos com o JJ, porque o plano inicial era cumprir o contrato para tentar retornar à Portugal, e com a renovação (que para eles foi uma grata surpresa) vários fizeram planos para permanecer só para ter tudo posto por água abaixo quando ele mudou de ideia, e sim foi apenas isso. O Marcos Braz na sua soberba absurda vendeu um plano gigantesco pro JJ, diga-se de passagem, muito além do que o Flamengo pode suportar financeiramente. Aquele contrato até 2021 era apenas a primeira etapa, depois disso o Braz tava querendo fazer um império pro portuga comandar a partir da segunda gestão Landim que seria baseado na ideia da hegemonia, as contratações desse ano para melhorar o elenco pelos valores que elas foram fizeram muito parte disso, ele prometeu coisas absurdas tipo ter três times de jogadores nível AAA, tipo um para cada competição, e pra demonstrar esse poderio ele fazia assim com o JJ: "Me fala um jogador que tu gostaria de ver no elenco", daí o portuga engatava em vários nomes de jogadores europeus que ele gostava, o Braz falava que isso seria mais a frente, nessa primeira gestão do Landim teria que ser nomes brasileiros, o JJ dizia uns nomes avulso e o Braz com carta branca de todos (mas não aprovação) negociava valores absurdos só para ostentar pro JJ que eles tinham dinheiro para esse projeto de longo prazo, ou vocês acham que é normal pagar 7,5 MI euros por Michael e 7 pelo LP? O primeiro até estava sendo competido e isso elevou os valores mais que o esperado, mas o Léo Pereira foi algo ridículo, porque todos já sabiam da saída do Mari e pagaram isso tudo no LP não por ser um bom jogador, mas sim para pensarem "Se estão pagando 7MI de euros nesse substituto do Mari é porque ele é melhor ou igual ao Mari, se for pior com certeza tem outros 7 reservados para contratar outro", meu amigo, vocês só veem os jogos desse cara, se vissem os treinos dele e do Michael estariam descabelados, são típicos jogadores que funcionam apenas em certos times que tem um nível de pressão e expectativas menores, inclusive o clube nem chegou a pagar por eles ainda e já é consenso entre muita gente ao entorno do clube que eles nunca vão se encaixar no Flamengo, porque eles ainda jogam melhor do que treinam.
E eu não sei se vocês sabem, mas o JJ em si adora jogadores merdas, os torcedores do Benfica devem estar se descabelando agora com o Gilberto que o JJ estava louco para trazer pro Flamengo, ele só não veio porque o Braz começou a perceber que o JJ estava mudando de ideia sobre ficar aqui no Brasil (muito por conta do isolamento que ele vivia aqui e falta de trabalho pela pandemia), e pasmem, ele só soube de fato alguns dias antes do JJ dizer para eles, já falavam em todos os lugares que estava tendo negociações com o Benfica mas o Braz amparado pelo resto da cúpula preferiu não acreditar. O próprio Mari não foi indicação do JJ apesar dele amparar, mas sim da comissão. O portuga adora essa ideia de transformar atletas para o seu potencial máximo, ele via muito isso no Michael, apesar de todo mundo ver agora que era fogo na palha, esse cara de todas as merdas que o Flamengo fez no mercado deve ser a melhor, ele é um jogador completamente ridículo, QUALQUER menino da base renderia mais do que o que ele anda rendendo no treino/jogo, ele não SABE fazer os treinos mais básicos, faz de má vontade, enfim, um fiasco total.
A contratação do Pedro Rocha é outro absurdo desse, o cara estava comprovadamente bichado depois do ano com o Cruzeiro, fizeram ele atuar machucado muitas vezes e ele basicamente tem um problema crônico, fodeu completamente o corpo, se o Flamengo for o último otário a pagar a putaria que ele recebe o próximo contrato desse cara vai ser na Serie B e olhe lá, não tem condições físicas de ser jogador de série A, esse ano ele deve ter feito uns 3 jogos e olha que é top5 mais bem pagos do elenco, é coisa de LOUCO.
Enfim, depois dessa novela do JJ vejam os sinais do que aconteceu, o capitão do time que acabou de ganhar tudo resolveu ir para a Grécia, o Rafinha é um cara sensacional, sem ele o Flamengo não teria ganho nada em 2019 mesmo com o JJ, ele era mais que o capitão sem faixa assim como o JJ e sua comissão era mais do que uma parte do futebol, o elenco do Flamengo sem ele é um totalmente time covarde, simples assim, não tem um lá dentro que bota a cara para falar com todos, ou a boca no trombone para falar de alguma merda quando tá rolando, falam que o Diego Alves e algo mais próximo dele mas não é nem perto, o DA inclusive ia muito na do Rafinha, raramente ele tinha a iniciativa. Tem sim um lance pessoal no meio da saída dele, mas o principal mesmo é que ele se viu completamente desmotivado com o rumo que o Braz tava fazendo o Flamengo tomar, inclusive ele achava um absurdo o clube ter trazido o Michael, ele era o único que pegava no pé diariamente do Michael para levar as coisas na seriedade mas não tinha jeito.
Inclusive ele só saiu mesmo por uma falta de tato do Braz, ele chamou o Marcos para um papo reto depois de saber que o Domenec poderia ser o treinador, porque ele sabia que a temporada não ia dar em nada, e ele como tá no fim da carreira não quer se dar o luxo de jogar temporadas vazias sem títulos só porque os cartolas não sabem nada de futebol, o Dome sabe MUITO de futebol, mas o Rafinha sabia que ele NUNCA seria um treinador do Flamengo, pelo menos não nesse início da carreira dele, o cara é extremamente teórico, é como se você colocasse um Doutorado em Construções cheio de artigos publicados para tocar uma obra de um arranha céu, e o Braz tava numa loucura de trazer treinador Europeu, como se fosse símbolo do sucesso (só para vocês verem como JJ ter vindo foi uma puta sorte inacreditável), essa discordância foi o princípio da saída do Rafinha, o Dome era 3ª ou 4ª opção e extremamente não recomendado, mas acabou vindo só para Marcos e o Spindel não voltarem de mãos abanando da Europa.
E é por isso também que o Rafinha adora futebol europeu e Champions, apesar dele parecer só da resenha, ele era o jogador mais profissional desse elenco, além de ser super pé no chão, por isso que ele logo achou estranho essa soberba do Braz em lidar com o clube, o cara esconde muito do que ele faz pro resto do conselho rubro negro, inclusive o próprio parceiro do Dept de Futebol, o Bruno Spindel, ou vocês realmente acham que o Bruno ia acordar uma renovação do o DA só para ser barrado pelo financeiro, o Tostes VP de Finanças é um dos que mais antagonizam o Braz atualmente, porque ele é o cara que tá vendo o dinheiro ir embora num ano de pandemia, esses balanços que tão saindo somente com 19-24M de prejuízo enganam muito porque ainda não entrou por exemplo entradas de Michael e LP, que juntos dão quase 100 M. DA é outro líder que vai vazar no fim do ano, o Tostes decidiu parar de vez com as loucuras do Braz e por isso que a renovação não saiu, o Spindel que negociou de fato os valores mas o Braz é extremamente próximo do Diego e já haviam acordado verbalmente com ele o que ia acontecer. Com o Hugo agora aparecendo então, tem tipo 1% de chance do Diego renovar sob o que ele tinha acordado com o Spindel.
Como eu havia dito, a eleição é só uma consequência da soberba, e o Dome literalmente só foi demitido por conta disso, se não fosse isso o Braz ia aguentar o catalão lá dentro até o Landim decidir demitir o Braz, o que nunca iria acontecer depois de 2019 e pelo Landim ser absurdamente fraco. Não é a toa que ele é chegado do BAP, se vocês acham que esse post é apenas um Marcos Braz é o problema, NÃO É ISSO, ele é de longe o mais capacitado lá dentro que caiu na soberba, se não fosse ele o Flamengo estaria com Renato Gaúcho depois do Abel ou até coisa pior, a chapa do BAP é absurdamente incapaz de lidar com futebol, do tipo de querer convencer o Zico para ser técnico do melhor elenco em muito tempo. E pra quem não acompanha o Flamengo não deve saber que o Braz já fez tudo isso que tá rolando agora só que mais espaçado, depois de ganhar em 2009 ficou na soberba e o ano de 2010 acabou (por outros fatores também), em 2012 tentou vereador mas não conseguiu, ele é o típico político populista razoavelmente competente (por isso se deu bem no futebol), o sonho dele é se criar nesse meio da política.
E o elenco, bom, não tá dividido nem nada assim (fora os dois zagueiros que chegaram, o resto do grupo tem zero confiança neles), esse time só é muito curioso porque são ótimos jogadores, mas cada um faz o seu sabe? Não tem nenhum tipo de unidade como um time, até porque a maioria desses jogadores mal tem 2 anos de clube, e os que estão lá a muito tempo não tem grande identificação com o Flamengo mesmo (do povo, da favela), é apenas isso, a falta de um líder, por isso que o time quando perde desaba de vez, não tem nenhum resquício de liderança ali dentro, e a falta da torcida potencializou isso demais. Ou vocês acham que um Filipe Luis, Rodrigo Caio, William Arão vão tocar o puteiro no ouvido de todo mundo no vestiário? Eles gostam muito do Flamengo, mas tão longe demais de entender a raça que a torcida gosta quando não há um líder e nem a torcida presente, os meninos da base tão mais próximos disso do que muitos experientes lá dentro tipo Diego Ribas e cia. Eu diria que com mais uns 3-4 anos de clube o Gerson seria esse cara, mas ele ainda é muito jovem e também cai fácil nessa pilha da arrogância e soberba, igual ao Rafinha não existe.
Essa temporada já era de fato, foderam completamente o departamento médico com nepotismo e indicação, Rodrigo Caio dificilmente volta esse ano por burrada da equipe e a zaga é de Série B, a tendência é das contusões aumentarem (e os times aprenderem que é só chegar que faz gol) porque a preparação física dos atletas é inexistente, ficaram parados com a COVID, não fizeram pré temporada e os 3 meses de Dome não teve um preparador competente. Com esse ritmo de jogos atuais e o gramado do Maracanã (tem nepotismo forte na equipe que tá gerindo esse campo) é até surpreendente não terem mais lesões graves, a do Thiago Maia é só início da conversa, prevejo que em Janeiro o time vai ser quase todo reserva, ou reserva do reserva. Engraçado que o Ceni veio porque a principio a situação era diferente do Cruzeiro, mas não é tanto assim, o Flamengo hoje é tipo aquela pessoa magra que só come bobagem e tá pra daqui há uns anos de descobrir que tá podre de saúde, pelo o que eu sei o Cruzeiro era bem mais exagerado que isso, mas em alguma temporada tiveram indícios desse comportamento do ano passado.
O clube não vai cruzeirar agora, nem ano que vem, e nem no próximo, mas os indícios começaram a surgir forte esse ano, é isso que eu tenho pra dizer a vocês (e isso é mais comum do que parece nos 12 grandes), essa temporada tá completamente perdida acreditem. O Rogério veio literalmente por hype da imprensa e apesar de ser líder tá totalmente fora do seu ambiente, nada contra o SP, mas estar no Flamengo é MUITO diferente, não tem um clube parecido no BR, é um clube bizarramente de massa com uma relação muito próxima com o povo, mas diferentemente do Corinthians com sua Fiel, é algo muito mais gladiadores no Coliseu se é que vocês me entendem, a torcida não quer ver o time ganhar, quer ver o time completamente mutilar desde o Bangu até o Liverpool custe o que custar e doa quem doer, não estou falando que isso é melhor ou pior que outros times, mas é a essência.
submitted by vozdetrombone to futebol [link] [comments]


2020.11.19 19:26 silvanol Ideias para postar no Instagram

Ideias para postar no Instagram

Ideias para postar no Instagram

Como ter Ideias para postar no Instagram, é sempre muito bom estarmos presente em nossas redes sociais não é mesmo?
Mas como todos os prós e contras, sabemos que nem sempre é simples como parece, passado muitas vezes nem postamos por falta de ideias.
E lá está nossas redes sociais as moscas, sem postagem sem conteúdo para o público que nos segue, muitas vezes por não ter ideias para postar no Instagram ou em outra rede social, perdemos até seguidores.
Afinal porque um seguidor iria seguir uma página ou um perfil vazio sem nada, para ver, comentar curtir, algo legal interessante ou mesmo algo produtivo.
E de novo volta a estaca zero, sem ideias para postar no Instagram, ou então postar qualquer coisa só por postar.
Para que você tenha mais engajamento, e seguidores você tem sim que ser consistente no Instagram ou onde quer ser Influencia de alguma maneira.
As pessoas seguem você pelo que expressa a elas, seja alguma dica, alguma motivação ou até mesmo fazerem as pessoas se divertirem com seus post legais e interativos.
Uma dica que dou para quem está começando agora ou até mesmo para quem estagnou e não sai do lugar, é procurar algum apps ou plataforma que disponibiliza post prontos para usar.
Muitos disponibilizam post para qualquer área de atuação ou nicho, você só precisa editá-los, da forma que quiser ou usar da forma que está se for conveniente para você.

ideias para postar no Instagram

Qual a vantagem de usar Post Prontos

Sabe qual o melhor vantagem de usar post prontos, a economia de tempo terá acesso a vários conteúdos únicos, para usar da forma que desejar, e não sofrerá mais quando por perder seguidores.
Pelo contrário só tem a ganhar com suas publicações em dia você com certeza irá aumentar seus seguidores, engajamento, curtidas, compartilhamentos e possíveis clientes, caso seja um afiliado(a).
Chega de uma vez por todas com essa de estar sem ideias para postar no Instagram, siga meu conselho para mim deu certo, claro que nem tudo são flores.
Já vou avisando que sim vai ter que por a mão no bolso, pois nem tudo que é bom é gratuito, mas vale super a pena.
Costumo dizer que não me faltam mais Ideias para postar no Instagram, e que não foi um gasto e sim um investimento, pois o retorno com certeza vale a pena.
Talvez não só financeiro mas também um certo alivio de tarefas, e ao mesmo tempo estar sempre conectada com minha audiência.
E ter o que postar para o meu público e ter esse retorno de engajamento e curtidas que antes não tinha por falta de conteúdo, não tem preço.
Quero ter Ideias para postar no Instagram Agora!

ideias para postar no Instagram
submitted by silvanol to u/silvanol [link] [comments]


2020.11.19 18:15 shaushuahsu O segredo é se Importar menos e Não Sofrer por Antecedência. Anotem aí!

Sempre fui um cara de boas, tranquilo.
Eu sempre falo, aprendi, que não devemos sofrer por antecedência, pois muitas vezes sofremos e chega na hora não acontece mesmo, sabe. Isto já uso como lema de vida.
Agora se importar menos preciso, pois me importo muito, com todos. Devo ser visto como o chato, o velho, e sei que sou, rs. Quero de toda forma me importar menos.
Tempos atrás falei sobre colegas que moram comigo onde as atitudes deles me incomodava muito. Teve um amigo que até não nos falávamos mais, talvez por isto, talvez por isto mais outras coisas, não sei.
Hoje já nos falamos e está tudo bem. Por isto estou tentando se importar menos, pois vi que nao vale a pena se importar tanto assim e se magoar com as pessoas.
Algum sugestão?
Observação: Quando nos importamos menos, parece que nosso cérebro nos faz pensar melhor nas coisas. Algo interessante sobre isto é aquele lance de colocar b..... no pedestal. Se colocamos ela la, perdemos o controle das coisas, mas se importamos menos, ela não ficará la e tudo será melhor.
Edit: Falo de 2 conselhos de vida aqui. Se Importar menos e Não sofrer por antecedência!
É nós!
submitted by shaushuahsu to desabafos [link] [comments]


2020.11.19 13:46 moonyacpcrazy Adotei um gatinho muito doente

Oi pessoal, como vcs tão?
Faz um tempinho que entrei no reddit e acompanho o desabafo da galera aqui. Hj eu to só o pó e preciso desabafar.
Esse ano finalmente realizei meu sonho de adotar um gatinho, foi uma conquista pra mim vencer o medo de não ser a melhor mãe pra um bichinho. Na ong ele tava melhorando do que parecia ser um resfriado e quando a ong achou que ele já podia ser adotado, nós buscamos ele. Ele chegou dia 1 de agosto e até hoje ele toma remédio todo dia.. Logo que chegou vimos que a ong não reparou na dermatofitose que ele tinha na pele, e nossa como era assustador a infestação do fungo fazia abrir clareiras no pelinho dele. Graças a Deus disso ele sarou. Eu e meu namorado levamos ele numa vet especialista em gatos (caríssima, 350 a consulta!!) e ela deu o diagnóstico de herpes felina pra ele. Gente, ele só tem 1 ano.. me dá muita dó! Depois, descobrimos a giardia, que é super dificil de tratar, tem q passar pano na casa todo santo dia, pegar ele logo q sai da caixinha de areia pra limpar ele, entao tem q observar ele 24h por dia, além do tratamento com remédio que dura 21 dias. Dai parece que não acaba, sabe? Cada hr descobrimos algo.
Eu só queria que ele ficasse bem logo, queria que ele não tivesse que tomar remédio todo dia, fazer inalação 2 vezes por dia, queria que ele pudesse ter um tico de paz. Eu me preocupo muito com ele, então tem dias que eu fico arrasada, sabe? Talvez pq seja meu primeiro gatinho, mas dói de verdade todas essas doenças em um gatinho só.
Desculpa trazer essa história triste, gente. Eu acho que meus amigos já não aguentam mais eu chorando porque meu gato ta doente... então brigada pra quem leu até aqui. Qualquer conselho ou apoio é bem vindo..
submitted by moonyacpcrazy to desabafos [link] [comments]


2020.11.18 21:40 spyrogiro Falta de ética no trabalho, medo de ir pra justiça

Conta pra jogar fora, quero estar 100% anônimo aqui.
Já postei por aqui sobre a falta de ética que rola no meu trabalho. Trabalho fora do Brasil, numa casa de apoio a autistas e já vi muita coisa feia rolando aqui e nunca denunciei por não ter provas o suficiente.
Chegou o meu dia... Sexta feira um dos moradores teve um surto de agressividade surreal e a equipe que estava no trabalho não conseguimos dar conta. Era um cara senior aqui, eu e mais duas mulheres. Levamos o menino (27 anos) para o quarto e tentamos com que ele se acalmasse. De nada adiantou, ele seguia vindo para cima atacar e quando segurávamos as mãos como aprendemos em treinamento, ele dava cabeçadas.... O senior fechou a porta do quarto do menino e ele veio atrás tentando atacar. O senior segurou a maçaneta e ali ficou. Eu perguntei o que faríamos, como proceder nessa situação... E ele me respondeu que não sabia.
O MALUCO TÁ HA 12 ANOS NESSE TRAMPO E NÃO SABIA!
Aí eu falei pra ele ligar pro gerente. Ele disse que estava sem telefone e pediu para que eu segurasse a porta....
Ele desceu, ligou para o gerente, ligou para a ambulância e para a polícia. Voltou e nunca mais segurou a porta, não me falou pra soltar mesmo eu perguntando se deveria.... O pior de tudo, uma hora eu disse que estava cansado e pedi pra trocar, ele disse para uma das mulheres segurarem. Belo de um filho da puta. Eu segurei aquela merda por quase uma hora esperando a polícia e fui instruído a largar a porta quando a polícia estivesse subindo. Aí me caiu a ficha que realmente, definitivamente eu estava fazendo a coisa errada.
Em minha defesa, a polícia teve que chamar reforços para conseguirem levar o menino pro hospital... Se a polícia precisou de reforços, imagina eu... Sendo que temos mais 4 moradores na casa.
De certa forma me senti menos culpado, já que não saberíamos como lidar... Quando vi o quarto dele cheio de sangue por ter batido com a cabeça na porta e armário até sangrar, um misto de culpa, que talvez ele não faria isso a ele mesmo caso não estivesse privado de liberdade e de alívio porque sinceramente não sei como seria lidar com ele e os outros 4... Não sei se conseguiríamos garantir integridade física de moradores e trabalhadores.
Hoje voltei da folga e fui falar com o sênior. Perguntei se o nosso gerente sabia que havíamos segurado a porta. Ele me disse que não, perguntou se eu tinha falado e que não é para falar!
O gerente é amigo pessoal dele.... Se ele não contou pro superior dele que é amigo dele.... Puta merda, to corroído pela culpa. E pior, queria discutir esse caso melhor pra poder aprender e não posso porque posso acabar na justiça, por uma coisa que nem foi exatamente minha culpa.
Por favor, deixem conselhos e opiniões.
submitted by spyrogiro to desabafos [link] [comments]


2020.11.18 09:00 TapiocaPensativa As coisas estão complicadas

Opa! Então, esse post é uma atualização desse outro aqui. Provavelmente vai ter bastante coisa pra ler, então já está avisado do que lhe aguarda aqui.
Pois bem, sobre o amigo que eu citei no meu post anterior, há bastante que quero falar sobre.
Começando pelo fato de que se intensificaram as complicações que já tínhamos na nossa amizade. Pra mim não é nem mais apenas uma questão de eu estar precisando de mais tempo pra me cuidar melhor, mas sim o fato de que ele tá passando por uma situação bastante delicada e eu sou uma das pessoas mais envolvidas nisso.
Basicamente, ele tá super apático, desanimado com a vida, desinteressado, etc. Esse fato se deve a "n" motivos, mas dá pra resumir dizendo que praticamente não importa o que ele tente fazer ou com quem ele tente conversar durante o dia, ele não se sente bem, nem melhor, talvez até pior. Segundo ele, faz semanas, talvez até meses que ele está assim e ultimamente tem piorado. Ele fortemente persiste em procurar uma saída desse ciclo de desânimo e desesperança, mas não consegue, pelo menos, não sozinho.
Como já disse anteriormente no meu último post, ele não tem muitas conexões íntimas na sua vida, então se sente bastante sozinho. Até onde eu saiba, eu sou uma dessas poucas pessoas com as quais ele consegue se sentir mais confortável quando se trata desses assuntos mais pessoais, mais íntimos. Ele até já tentou várias vezes estabelecer novos vínculos, mas nunca deu muito resultado, pelo menos não até hoje.
Eu gostaria, mas não estou tendo muito tempo para ajudá-lo. Estou em semana de provas, atolado em conteúdos pra estudar e algumas atividades pra entregar ainda. Passo o dia estudando, fazendo as atividades e provas, mais algumas obrigações do dia e tal, então mal sobra tempo pra tentar dar uma animada no cara. Os únicos momentos em que eu falo (mais ou menos) direito com ele é no inicio da noite e no meio da madrugada. Meus planos são de nas férias, que se tudo der certo vem logo depois dessas provas, eu passe mais um tempo com ele pra ver se consigo ajudar e incentivar ele a aproveitar mais e melhor as coisas, mas o foda é que nesse momento realmente não dá.
Por conta dessa minha indisponibilidade durante o dia e do próprio desânimo dele, nossas conversas ficaram bastante monótonas. Além disso, do jeito que ele tá, ele quase não mostra interesse falando comigo, porque, segundo ele, já está "tão desanimado e triste com o dia" que não consegue reunir energias pra sequer falar comigo direito, por mais que considere os momentos em que eu falo com ele uns dos mais interessantes do dia (levando em consideração o quanto nossas conversas estão mais vazias do que eram antes, dá pra imaginar o quão entediado o meu amigo fica durante o dia).
É foda ver um amigo assim, muito foda. Ele não tá conseguindo se sustentar emocionalmente direito por conta própria, me diz que tenta e muito encontrar algo que preencha o vazio da vida e do dia a dia dele, mas nunca encontra muitos resultados nessa busca. Eu vou começar a apoiar mais ele nisso assim que possível, mas, sinceramente, se tentar fazer com que ele se conecte melhor com outras coisas e pessoas não funcionar, hoje eu não sei dizer o que vai.
Já recomendei ele buscar a ajuda profissional de um psicólogo (mesmo que isso signifique ter que convencer o pai dele, que não é lá o cara mais sensível e empático do mundo), mas ele se recusa e diz que não iria se sentir bem e não iria mudar nada nele falando com "um estranho, mesmo que profissional, formado para cuidar disso". Acho que qualquer ajuda de um especialista poderia sim trazer mudanças positivas, mas o meu amigo é relutante contra essa ideia e, como não posso obrigar ninguém a nada, só posso aceitar que ele não quer. Se um dia ele quiser fazer uma consulta pode ser bom, mas por enquanto não vai rolar por conta dessa falta de confiança.
Eu ainda preciso de mais tempo pra dedicar a mim mesmo e organizar melhor algumas coisas pessoais, mas, sério, esse meu amigo tá bem mal e eu não posso simplesmente me afastar agora sem mais nem menos, ainda por cima numa situação delicada dessas. Encaro isso como uma fase difícil, na qual o que estiver ao meu alcance de coisas que possa fazer para ajudar, eu vou fazer pra ajudar. Respeitarei meu tempo e minhas necessidades, claro, mas não quero que nada de ruim ou o pior aconteça.
Não acredito que meu amigo seja capaz de fazer alguma "besteira", se é que me entendem. Mas é vital pra mim dar todo o suporte possível pra que ele não chegue a um ponto desses. Não quero arrependimentos, muito menos perdas. Não quero ser aquela pessoa que abandona o amigo quando ele tá na pior.
É cansativo, as vezes me sinto perdido, sem saber o que fazer.
E ok, não é como se eu devesse saber de todas as melhores soluções sempre, é só que me preocupa o bem-estar dele. Sei que não devo me preocupar demais também, afinal, não é de mim que isso depende, mas eu posso, então quero e vou oferecer suporte, sabe?
Enfim, era só isso mesmo que eu queria dizer. Não tenho soluções prontas pros problemas, mas recebi conselhos muito legais de alguns de vocês aqui do sub no meu último post e busco fazer um bom uso deles.
Obrigado por ler até aqui.
Obrigado também a todo mundo que me deu conselhos e me ofereceram angulos de visões diferentes sobre a situação pela qual estou passando. Vocês ajudaram bastante. :)
Aceito comentários, críticas e sugestões.
submitted by TapiocaPensativa to desabafos [link] [comments]


2020.11.18 02:22 GPCross Penso em dividir o apt com uma amiga, mas tenho medo que isso cause problemas no meu relacionamento

Talvez pareça um dilema bobo com uma resposta óbvia, mas já faz um tempo que quero dividir meu apartamento com alguém que eu confie por motivos financeiros, sociais, emocionais e inúmeros outros, porém tenho medo que isso afete meu relacionamento. Atualmente moro sozinho e minha namorada costuma passar os fins de semana comigo. Sendo apenas nós dois, roupas são completamente dispensáveis. Além disso temos liberdade pra fazer o que queremos e quando queremos sem nenhum julgamento. Então, por esse lado, perderíamos essa liberdade pois teria mais alguém morando aqui. Esse não é o maior dos problemas pois sempre existiu a possibilidade de eu dividir o apt com meu irmão, o que causaria a mesma situação até aqui. O próximo problema é que minha namorada ficou obviamente incomodada com a ideia de eu morar com outra mulher. Não por falta de confiança, mas pq consequentemente acabaríamos ficando mais íntimos por passar tanto tempo juntos (eu e essa amiga), além de situações como sair do banheiro de toalha, roupas íntimas no varal e afins. Eu quero muito dividir o apt pois sinto falta de ter uma amizade por perto, e por mais que minha namorada seja incrível, é um tipo de relacionamento diferente. Tenho certeza de que eu conseguiria me alimentar melhor, pois apesar de eu gostar de cozinhar eu tenho muita preguiça de fazer comida só pra mim e acabo comendo besteiras que são mais práticas. Também acabo ficando muito sedentário pq não tenho companhia regular pra atividades físicas, e essa amiga além de já ter esses hábitos saudáveis sempre me incentivou a ser alguém mais saudável. Então é certo que morando no mesmo apt eu conseguiria alcançar essa meta. Não sei mais o que dizer por agora, pois estou com a cabeça cheia de outras coisas também... Mas queria me abrir aqui pra tentar aliviar um pouco essa pressão e quem sabe encontrar alguns conselhos ou opiniões que possam ajudar?
submitted by GPCross to desabafos [link] [comments]


2020.11.18 00:21 crazy-ITAguy Fiquei com uma menina alterada pela bebida, que é irmã do meu amigo de infância

Primeiramente, minha idade 17, Roberto 18 e Cassandra 14. BACKGROUND Boa noite pessoal, vou dar um background da história . Eu moro em um prédio que desde de criança tenho amigos lá, em especial o Roberto (nome não real) que tem uma irmã Cassandra (nome também não real). A gente sempre foi amigo, aí em 2017 a mãe deles teve problema de Saúde e eles foram morar em Portugal e esse ano eles voltaram. Tava tudo, a gente descia para conversar e falar sobre a vida , e descobri que os dois mudaram totalmente o Roberto brigou com toda família e tentou se matar várias vezes(ele me contou tudo isso).Demorou alguns meses, mas comecei a me aproximar da Cassandra(ela ficou mto linda, não posse negar), e ela a me contar que bebe e teve um coma alcoólico no prédio, fazendo uma resenha/social. Uns 2 meses depois de saber da história dela, quando a gente tava conversando soube que ela ia em uma festa de 15 que eu também ia(de penetra), achei normal e segui com minha vida. A FESTA(14/10) Pulando alguns dias, chegou o dia da festa, eu fui normal, e lá encontrei a Cassandra e o Roberto que também foi de penetra, a gente ficou convensando e comendo. Fui pegar bebida para mim e ela foi junto, ela foi junto , dps de um drink ela começou a flerte real, dançamos forro junto, abraçava ela por trás e me dava uns selinhos (vou falar, eu não esperava por isso). Ela foi bebendo mais e eu também,e ela foi ficando mais ousada e alterada, então começamos a se beijar(perguntei se ela realmente queria isso e continuou) todo momento. Com isso, em um desses momentos o irmão dela viu e falou assim comigo: "Léo (fds é um nome comum ), para de fazer isso , tô pedindo como amigo." Ela ficou com raiva e tals, com isso ela foi bêbado mais e cada vez mais ficava alterada e me beijava mais , comecei a ficar mto preocupado pq ela começou a ficar tonta e quase cair comigo. Teve um momento que eu fiquei bastante preocupado que ela sentou no sofá e deitou , um povo falou para eu dar água outros falaram que ela ia vomitar, de qualquer jeito fiquei toda hora cuidando dela, com ela e fazendo ela ficar melhor. Porém chegou um momento realmente crítico, ela me levou pro banheiro e começou a me beijar , e eu parei falei com ela falando que não queria pq ela estava bêbada e perguntando se era oq ela queria, ela ficou puta comigo e foi embora, vi ela de novo ficando com outro menino e depois vindo ficar comigo (fiquei). Aí ela começou beber mais e eu tentando impedir, porém não deu certo e ela ficou com raiva de mim e sumiu de novo e teve um momento que bateu um desespero, ela tava sendo seguida por 5 meninos com segundas intenções, e eu jurei que eles iam estuprar ela, eu corri para pegar uma faca e tirar ela de lá. Tirei ela de lá dando uma desculpa que a amiga dela tava mal, deu certo e levei ela para uma mesa e prometi não sair de perto dela, e prometi ficar o restante da festa com ela(isso umas 1 da manhã e a festa acabava 3) e fiquei cuidando dela, teve até um momento engraçado que eu mostrei meu dedo cortado e ela tentou enfiar na boca kkkkkkk. Foi passando as horas , as vezes casualmente rolava beijo e ela ficou menos alterada. E dps foi embora com o Roberto, agora vcs se perguntam onde ele estava , ele tava com a namorada, mas ele sempre tava preocupado com ela, tentado deixar ela sem beber e quando os meninos seguiram ela ele foi junto se acontecesse algo ele brigava comigo,mas eu fiquei cuidando dela para ele se divertir com a namorada e tal. APÓS A FESTA(15,16 e hoje) No dia seguinte, eu comecei a pensar e fiquei me sentindo culpado de ter ficado com ela , eu sinto como se eu tivesse me aproveitado dela pq ela estava bêbada e alterada e não paro de pensar nisso , eu sei que vc devem estar pensando que é besteira mas para mim não é , eu realmente tô mal comigo msm , eu passo horas deitado na cama pesando nisso e tinha que desabafar com alguém, não vou mentir mas eu chorei um pouco também e quando eu não podia chorar eu soco a parede mto forte(parece masculinidade frágil eu sei), pensando que eu fiz merda e se ela tivesse sido estuprada , seria minha culpa. Hoje ela mandou mensagem falando que não se lembra mto das coisas , mas sabe que ficou comigo porque contaram para ela . Eu gosto dela, não sei como, mas msm assim acabei me sentindo pior sabendo que ela nem se lembra, bateu uma bad dps disso, pq a gente me beijou antes de ficar bastante alterada. Além disso, ela me contou que brigou com irmão dele(briga feia msm, ele nem conversam antes da pandemia) e estão distantes, e tô mais preocupado ainda, ele que cuidava dele , ele que levou ela pro hospital quando teve coma. Aí agora tenho medo que ela acabe bebendo e seja estuprada. É só isso, eu sei que tá enorme, desculpa mas queria mto tirar isso dentro de mim , chorei escrevendo isso e é minha primeira vez, obrigado por ter chegado até aqui. Pode deixar seu conselho Edit: decidi que vou tentar só esquecer e parar de falar com ela, não sou irmão dela nem pai nem nada, acho que só vou mandar um foda-se e parar de pensar nisso. Eu só tenho problema que eu me importo mto com as pessoas, mas fazer oq . Obg para quem leu e comentou , foi bom ter desabafado com vcs ❤️❤️❤️
submitted by crazy-ITAguy to desabafos [link] [comments]


2020.11.17 23:59 joseph-nobody Pais abusivos

Antes de tudo, eu sou menina e tenho 18 anos. Eu tenho um namorado de 20, estamos há 1 ano e meio juntos. Ele é ateu e eu sou cristã, nós respeitamos muito o espaço um do outro nesse quesito e estamos indo muito bem, eu tenho uma vibe mais tranquila em relação a isso e não sou fanática nem nada. Eu amo muito ele, já nos conhecemos há 3 anos e somos melhores amigos antes de namorados. O lance é que meus pais são, fizeram ele passar todo esse tempo indo pra igreja comigo toda semana, sem contar que mexem no meu celular e no início do namoro DERAM UM PRAZO PARA EU CONVERTER ELE senão iriam separar a gente ???? E eu mesma já terminei com ele várias vezes por conta dos meus pais, mas ele me ama e diz que abre mão de alguns dias fazendo coisas que quer pra ir comigo pra igreja, mas que continuaria ateu. Até aí "tudo bem", mas eu e meus pais brigamos muito por conta da virgindade (eles queriam que eu fosse virgem até casar) e as coisas começaram a ficar pesadas a ponto de a minha mãe me agredir e me ameaçar. Eu tenho uma loja online e uma renda bem legal pra quem começou agora, ele começou a trabalhar e nós queremos muito nos mudar, fizemos um plano de conseguir 15mil em um ano pra sairmos de casa e nos mantermos por uns dois meses em um ap alugado. Eu não entendo de cálculos, se vocês quiserem ajudar com conselhos sobre sair de casa, seria incrível
submitted by joseph-nobody to desabafos [link] [comments]


2020.11.17 21:13 Delicious_Talk_1974 As pessoas me usam e depois discartam.

primeiro obrigado por ter clicado para ler, segundo, irei resumir isso para poder n ser um saco ler tudo.
Eu tenho dificuldades para conversas com pessoas, e sempre que invisto em alguém essa pessoa se mostra uma babaca ou me usa e discarta. para contar essa historia ja adianto que sou arromantico(não consigo me apaixonar e nem sentir atração romantica por alguém).
Eu conheci uma menina e a gente começou a conversa de vez em quando, só que um dia ela estava mal e eu fui e ajudei ela, ouvi respondi dei conselho e ela disse que estava triste por que um cara que irei nomear de ALBERTO para ficar facil, e irei nomear essa menina de RAFAELA, são nomes obviamentes falsos que pensei na hora aqui.
continuando, a rafaela disse que ela gostava do alberto e ele tinha dito que também mas no fim era uma mentira e ele só estava confuso e carente(palavras dele), ela ficou realmente mal eu me ofereci para ajudar, todo dia a gente ia jogar, conversa e etc para ela ficar melhor, só que um dia ele disse umas coisas la e ela entendeu ou talvez ele realmente tenha tido isso, não sei ao certo, porra me embolei mais o ponto é que ele disse que não sabia se gostava dela e estava confuso com sentimentos dele e bla bla bla, ela foi e baseado nisso agora joga toda hora com maluco, fica conversando somente com ele, parou de responder e quando responde mora horas para responder um ''OI'' eu tentei chamar ela para jogar mas ela nem ao menos responde, e quando responde fala "depois" ou muda de assunto e começa ignorar minhas mensagens.
Para mim de verdade ja to me sentindo uma mula idiota e cansei dessa bosta, eu sempre fico sozinho, ai alguem brota me usa e some, como se eu fosse um copo de plastico, cansei dessa merda e realmente to considerando ficar sozinho mesmo, melhor que ter filho da puta para fazer merda, peço que nem fale sobre existir pessoas boa no mundo, eu to realmente cansado disso, nem que faça ruim para mim mesmo ou que eu vire uma pessoa egoista, eu não vou mas recolher pedaços para no final me machucar para pessoa que acabei de consertar, não vou me gastar mas com lixo, que a solidão me consuma, eu to cansado.
submitted by Delicious_Talk_1974 to desabafos [link] [comments]


2020.11.17 00:08 Corvus_Augustus Estou na lista e espera?

Eu tenho uma amiga que conheço desde o ensino médio (2014) e desde lá nós tivemos idas e vindas com nossa amizade. Um fato importante é que nós meio que 'nos gostamos' durante o EM; quer dizer, eu gostei dela mas não sei o quanto fui importante para ela. Ela disse-me recentemente que também gostava de mim, mas eu sinto/acho que eu fui bem mais dependente e queria-a muito mais do que ela queria-me. Ela foi a primeira mulher (garota na época, eu suponho) que eu beijei, e a única até então. Esse fato marcou-me de uma forma que acho que teria-a em minha memória por um bom tempo, e talvez para sempre, pois foi a minha 'primeira vez em algo'.
O fato é que depois disso eu passei um tempo alimentando um ressentimento por ela pois não entendia o que ela havia sentido por mim; isso causou-me desistir de falar com ela por diversas ocasiões e 'encerrar a amizade'. Mas o fato é que considero-a uma pessoa agradável e até que gosto de nossa amizade, que é bem divertida ás vezes. Ela não é muito de me ouvir, o que me incomoda um pouco, mas eu tento relevar pois sei que nem todos sabem fazer tudo.
Ela é, aparentemente (pois não sei o quanto disso é/pode ser verdade), bastante religiosa e tem o costume de chamar-me bastante para visitar a igreja dela. Eu me considero (+/-) Cristão mas eu não quero, no momento, ir em igreja alguma pois sinto que preciso aprender mais sozinho antes de decidir onde ir. Não entendo a razão de 'eu ter de ir na igreja dela' é tão importante para ela e gostaria muito que ela parasse de ficar insistindo. Em nossos tempos de EM, eu sentia que ela meio que condicionava eu converter-me e frequentar a igreja dela para poder namorarmos. Tudo bem, eu entendo. Mas recentemente, esse ano, ela não queria sair mais para lugar nenhum comigo que não fosse a igreja.
Recentemente tivemos uma conversa por ligação onde fui bem honesto com ela em relação á nosso passado; eu disse-lhe que apesar de aquilo ter sido importante, e memorável para mim, eu arrependo-me muito de ter gostado dela devido ao sofrimento, e por ter atrapalhado-me nos estudos, que aquilo causou-me. Ela aparentemente ficou feliz por eu ter dito que ela foi 'importante' para mim por ter sido meu primeiro beijo e honestamente eu senti-me meio machucado por ela não ter levado em consideração que machuquei-me. Mas tudo bem, eu perdoo-a, apesar de achar que a culpa foi toda minha pois afinal quem se apaixonou fui eu.

Hoje em dia posso dizer que não penso mais nela romanticamente, e até torço muito para que ela consiga realizar seu sonho de se casar, e que seja com uma boa pessoa. Mas tem umas coisas que eu não entendo. Temos os costume de dizermos 'eu te amo' um para o outro; eu cedi isso mais pois ela fazia questão, e decidi fazer para agradá-la. Tento ser 'fofo' com ela ás vezes mas não é nada falso, eu realmente tenho vontade de agir assim as vezes. O problema é que não importa quantas vezes eu diga para ela que "não estou apaixonado por ti", ela sempre faz questão de me dizer que "me ama como amigo só" ou que "somos apenas amigos, tá?". Ela também ás vezes brinca perguntando-me se estou apaixonado por ela.
[Esqueci de mencionar que:] Desde o EM, todas as vezes que saímos nós dois, nós ficamos. Nunca combinamos isso mas sempre acontece. Todavia, na última vez que saímos eu havia decidido não ficar mais com ela. Não porque não acho legal, mas pois honestamente para mim, apenas ficar com alguém por quem não amo (romanticamente) e/ou não estou apaixonado por, não me traz prazer ou satisfação; é apenas uma satisfação de desejos carnais (não que seja ruim ou errado, mas não é o suficiente para mim, quero os emocionais também).
Nunca entendi a razão de ela fazer isso e sempre quis entender. Ela nunca deu-me uma resposta direta, como geralmente não dá ao falarmos sobre esse tema, e sempre fiquei na dúvida. Por esses dias, fui pedir conselhos para uma amiga sobre isso e o que ela falou-me mexeu muito comigo.
Minha amiga disse-me que ela age assim pois eu não sou uma 'opção' para ela, que ela tem uma necessidade e como eu supro, ela usa-me para isso. Também que pode ser que quem ela realmente quer não está disponível, ou não a quer, e eu acabo ocupando essa vaga para ocasionalmente. É como se ela desse-me uma senha e deixasse-me numa lista de espera para ver se alguém melhor aparece; é como se eu fosse um 'encosto emocional'.
Isso me deixou meio mal; eu já havia cogitado isso mas eu nunca quis acreditar e preferi acreditar que éramos de fato amigos. Eu sou meio introvertido então 'sumo' as vezes. Mas ela sempre me chama; ela sempre insiste para falarmos por ligação, para eu mandar áudio e ela poder 'ouvir minha voz', ou então para nos vermos pois ela sente saudades. Eu demoro muito mais do que ela para sentir tanta falta assim mas geralmente eu acabo cedendo para fazê-la feliz; pensava até em fazer isso com a igreja pelo mesmo motivo mas...(pandemia; sem chances vou me aglomerar num lugar).
Depois que minha outra amiga, a qual busquei conselhos, disse-me isso eu lembrei de várias coisas que aconteceram. Lembro que ela não gosta de 'ficar muito perto' quando andarmos na rua para que as pessoas 'não pensem outras coisas'. Nunca entendi isso mas sempre aceitei.
Não quero me passar por vítima; eu já 'terminei oficialmente' a amizade antes pois ela não me dava o que eu queria (me ouvir e conversar mais comigo sobre coisas que não sejam igreja/o que ela faz/ etc). Mas resolvi 'aceitá-la como ela é' e tentar lidar com isso, tentando retribuir para ela os momentos de diversão que temos ás vezes.
Mas caramba, essa nova perspectiva me deixa bastante desmotivado, e até magoado eu diria. Tem uma voz na minha cabeça dizendo-me para 'parar de frescura', mas a isso ainda me incomoda. Eu não sei o que fazer; não sei se deveria confrontá-la sobre isso e tentar saber a verdade ou se deixo para lá e tento não ligar para isso. O que sei é que, no momento, eu não tenho vontade de falar com ela.
submitted by Corvus_Augustus to desabafos [link] [comments]


2020.11.16 23:23 gunnerZinnna Comecei a ter crises de ansiedade ou estou com problemas cardíacos

Semana passada (quinta-feira) comecei a ter falta de ar e junto com ela uns formigamentos nas mãos. Fui para o hospital in shok, meus batimentos e minha pressão estavam altos e o diagnóstico do médico foi uma crise de ansiedade, tomei uma injeção e fui pra casa. Nesse sábado tive uma crise terrível, tinha certeza q iria morrer! Meu corpo formigava td, minhas mãos começaram a atrofiar e eu n conseguia mais abri-las, meus músculos tbm começaram a atrofiar e eu sentia muita dor, comecei a embolar as palavras, sem contar q eu estava com MUITA falta de ar e tremedeiras kkkkkk. Fui para a triagem tomar 2 injeções e um comprimido, qnd comecei a melhorar, voltei ao consultório do doutor (já n era msm q passei na primeira crise) e ele me deu o msm diagnóstico e me receitou um remédio pra ansiedade, tbm recomendou para q eu me cosulta-se com um psiquiatra. Comecei q tomar o remédio e realmente me sinto melhor, mas ainda assim achei por melhor recorrer a um médico particular, me consultei hj com ele e ele praticamente me deu o msm diagnóstico, mas pediu alguns exames para ter certeza. Eu tô muito aflito com td isso e n sei oq eu faria se tivesse outra crise, pq sinto q suportaria passar por isso outra vez. Tenho medo de ser algum problema cardíaco ou respiratório grave, tbm me preocupo com valor dos exames, tratamentos e medicações, pois estou desempregado no momento. Se vc passa ou já passou por uma crise dessas e tem algum conselho ou palavra de conforto, prfvr comente aí. (Dscp se tiver erros de pt).
submitted by gunnerZinnna to desabafos [link] [comments]


2020.11.16 15:06 Royal8014 Ciclo de desanimo

Olá pessoal venho aqui desabafar sobre algo que vem e infligindo desde que sai do ensino médio. Atualmente apenas "estudo" em uma faculdade, tenho 19 anos, porém não estou me dedicando para nada, não estou procurando emprego e indo mal nos estudos, tudo porque não tenho animo para NADA, unica coisa que esta me fazendo bem por agora é conversar com meus amigos e minha mãe, por assuntos que não envolvam meu futuro. Sinto que não consigo sair desse "ciclo", estou cada vez mais preguiçoso e vendo todos passaram pela minha frente, acho que não me achei ainda, não sei oque quero para minha vida, talvez ainda não "acordei" pra viver a vida. Sempre fui o menino prodigio da familia, conseguia as coisas de maneira facil, não dizendo que tudo oque queria meus pais me davam, mas de forma pessoal, estudei em uma das melhores escolas da minha cidade, tive que passar no processo seletivo e isso aconteceu tambem na faculdade, estudo em faculdade publica, porem não me esforcei muito pra entrar nas duas e sinto que isso me afeta muito em dar valor as mesmas. Queria muito uma ajuda para sair dessa "prisão", alguém tem algum conselho?
submitted by Royal8014 to desabafos [link] [comments]